Enfermeira do HGIS curada do Covid-19 é recebida por vizinhos com carreata, buzinaço e flores

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 20/05/2020

Juliana Nunes, uma enfermeira de 36 anos que trabalha no Hospital Geral de Itapecerica da Serra, foi recebida na noite desta terça-feira, dia 19, com muito carinho pelos vizinhos após receber alta depois de mais de um mês internada em um hospital particular lutando contra o coronavírus. Em uma carreata, eles passaram em frente à casa da profissional, no Parque Paraíso, com bexigas, flores, faixas e buzinando para comemorar a saída dela do hospital.

A homenagem foi preparada por Luciano, marido de Juliana. Segundo Cristieane, uma vizinha que particiou da surpresa, "todos os moradores da rua combinaram tudo na segunda-feira, quando ficaram sabendo que a alta dela estava programada para o dia de hoje”, disse. Um grupo no Whatsapp foi criado com a família, os amigos e os vizinhos.

Juliana ficou internada em estado grave e também teve que passar por uma cirurgia na vesícula. O momento em que ela esteve no hospital foi difícil para a família. A enfermeira, que estava na linha de frente, acabou sendo contaminada e lutou contra a doença até receber alta após 41 dias hospitalizada.

Os amigos e vizinhos acompanharam junto com os familiares a evolução do quadro de saúde de Juliana e quando ficaram sabendo do seu retorno para casa se mobilizaram. Ela, ao chegar do hospital, encontrou uma faixa com os dizeres “Juliana, mais uma sobrevivente do Covi-19. A solidariedade tem que ser mais contagiosa do que esse vírus”. Em seguida, os carros começaram a surgir.

“Combinamos horário e local de partida. Todos ficaram em seus veículos e usaram máscara. Era só passar, dar um tchau para ela e nada de contato, pois ainda está fragilizada”, informou Cristiane. Um a um, os carros passavam na frente de Juliana, que aguardava incrédula na calçada, buzinando e comemorando seu retorno.

“Não tenho palavras para definir o amor que senti neste momento tão importante para mim. Não existem palavras para descrever este carinho que me fizeram sentir tão fervorosa”, disse ela emocionada.  “Não foi fácil viver tudo que vivi nestes 41 dias após contrair o covid-19. Foram dias que sofri, que chorei, pensei até em desistir, mas Deus e as orações de todos vocês, meus filhos, família e amigos, me fizeram tirar forças de onde já não tinha mais, então eu agradeço e jamais irei esquecer. Vocês fizeram meu coração se encher de alegria de novo”, finalizou Juliana.

Comentários