Isolamento social cai para 50% em Taboão da Serra

Por Redação | 15/04/2020

O índice de isolamento social caiu para 50% em Taboão da Serra na segunda-feira, dia 14, 10% a menos do que o registrado no domingo, 12, que foi de 60%. Até agora, Taboão ainda não alcançou o valor recomendado pelo Estado de 70%, considerado o ideal para que não haja sobrecarga no sistema de saúde por conta dos números crescentes de casos da Covid-19. 

Desde quarta-feira, dia 8, quando começou a ser monitorada, a cidade vinha registrando aumento gradativo da adesão à quarentena, no entanto, teve a sua primeira queda. Da região, Taboão da Serra é a mais afetada pelo novo coronavírus, com 9 mortes registradas e 91 casos confirmados até agora.

Em Embu das Artes a queda também foi grande. No domingo, 12, 63% dos moradores estavam em casa, no entanto, este número caiu para 51% já na segunda, 13. Já Itapecerica foi a cidade que mais aderiu à quarentena no Estado no domingo, 12, com índice de 76%, mas a cidade não aparece em uma lista divulgada pelo Jornal Agora São Paulo em relação aos números do dia seguinte.

O novo sistema criado pelo Governo do Estado permite rastrear o deslocamento e a aglomeração de pessoas por meio do celular, por isso é possível apontar em qual região há mais pessoas nas ruas. O projeto foi possível graças a uma parceria com as operadoras Tim, Vivo, Claro e Oi.

Nas três cidades, os números de casos de coronavírus têm aumentado nos últimos dias, por isso os comércios não essenciais foram fechados e as aulas nas escolas foram suspensas. A medida visa impedir a possibilidade de proliferação do vírus nas cidades, que já contam com equipamentos de saúde exclusivos para atender pacientes diagnosticados com Covid-19. Em Taboão da Serra há o Hospital de Campanha, em Embu, o Centro Médico Embuense de Combate ao Coronavírus, e em Itapecerica da Serra, o Centro de Referência do Coronavírus.

 

 

 

 

Comentários