Fernando Fernandes reforça que quarentena é o meio mais eficaz para diminuir contágio por coronavírus

Por Redação | 27/03/2020

O prefeito Fernando Fernandes reforçou em um vídeo publicado na sua rede social nesta sexta-feira, dia 27, que a quarentena continua sendo o método mais eficaz para diminuir o número de pessoas infectadas ao mesmo tempo com o novo coronavírus.       

Fernando explica que devido a rapidez de contágio do Covid-19, muitas pessoas seriam infectadas ao mesmo tempo, o que iria sobrecarregar o sistema de saúde já que muitos pacientes precisaram ser internados para usarem os respiradores.

“O sistema entra em colapso e não teremos como atender a todos que necessitarem, seja da rede pública ou privada. Outros pacientes, como os enfartados, os com derrame, os com câncer e vítimas de acidente, também não terão onde ser atendidos porque as UTIs vão estar ocupadas”, explicou.

Como médico, Fernando ainda disse que, com essa situação, “o número de mortes seria enorme”. “É isso, o que a nós médicos, infectologistas, profissionais da saúde, cientistas, queremos evitar. Que pessoas que estejam entre a vida e a morte, não tenham como ser atendidas”, ressaltou.

Fernando também falou que se o objetivo de achatar a curva for alcançado, em breve os grupos começaram a ser liberados em breve para voltarem à normalidade. “Nós sabemos que a economia é importante e que as pessoas precisam trabalhar, precisam colocar comida na mesa”, disse.

Desde sábado está decretado na cidade estado de calamidade pública. As aulas da rede pública municipal estão suspensas e os comércios considerados não essenciais não podem abrir por tempo indeterminado. A medida visa diminuir a possibilidade de contágio na cidade.

Outras providências também estão sendo tomadas na cidade. Serão criados 40 leitos no Serviço Especializado de Reabilitação para tratar moradores que contraírem o novo coronavírus. O município também mantém um serviço de pré-consulta, disponível das 07h às 19, pelo telefone 4788-5624, para diminuir o fluxo desnecessário nas UBBs e Prontos Socorros.

 

Comentários