Secretaria Estadual de Saúde notifica novo caso suspeito de Coronavírus em Taboão da Serra

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 2/03/2020

Taboão da Serra registrou mais um caso suspeito de coronavírus. A informação é da Secretaria Estadual da Saúde, que enviou com exclusividade ao Jornal Na Net uma tabela com o número atualizado até esta segunda-feira, dia 2, de municípios que têm casos sob suspeita.

A nova possível infecção foi notificada no mesmo dia em a Secretaria Municipal de Taboão da Serra informou que a primeira suspeita de coronavírus em um taboanense de 30 anos foi descartada (leia matéria clicando aqui).

Segundo apurou a reportagem, o segundo morador suspeito de contrair o coronavírus reside em Taboão da Serra, mas foi atendido por uma unidade de atendimento médico da cidade de São Paulo, que notificou o caso ao Estado.

A Secretaria Municipal de Saúde já tem conhecimento do novo registro, mas ainda está levantando informações a respeito já que recebeu a informação hoje. Por isso, ainda não é possível saber sua idade, onde mora e em que unidade da capital foi atendido.

Pelos critérios adotados pelo Ministério da Saúde para definir casos suspeitos, o homem tem “histórico de viagem para área com transmissão local definida pela OMS ou contato próximo de caso suspeito para COVID-19” e apresentou febre e outros sintomas.

Em nota informando o resultado negativo da primeira suspeita, a administração informou que “Taboão da Serra não consta na nota técnica emitida pela Secretaria do Estado de Saúde, em 28/02/2020, que lista os municípios com casos confirmados ou suspeitos”. No entanto, uma lista atualizada nesta segunda-feira, 2, coloca novamente Taboão na relção de municípios com casos suspeitos.

A notificação do primeiro morador suspeito de contrair o COVID-19 foi feita na semana passada pela própria Secretaria de Saúde de Taboão. O homem, de 30 anos, tinha acabado de voltar de Milão, na Itália, e procurou a Upa Akira Tada, no Jardim Helena, após sentir coriza e dor de garganta.

Mesmo não tendo tido febre, um dos sintomas principais do Coronavírus, amostras para exames foram recolhidas. “Por uma questão de cautela, foi seguido todo o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde e o caso foi notificado como suspeito”, informou em nota a prefeitura.

O homem foi desde então estava sob vigilância domiciliar. Somente ele foi monitorado porque, além de morar sozinho, desde que voltou de viagem, não teve contato com ninguém.  Agora, com o resultado negativo do exame, ele está liberado do período de quarentena.

São Paulo 

 

Comentários