Bandido morto e outro baleado durante tiroteio em Embu não são os mesmos que assaltaram alianças na Kizaemon

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 25/08/2019

O assaltante morto e o outro baleado durante uma troca de tiros no sábado, dia 24, no Jardim Santo Eduardo, em Embu, não são os mesmos que roubaram alianças de motoristas na Kizaemon Takeuti, em Taboão da Serra, conforme havia noticiado a reportagem do Jornal Na Net "Troca de tiros entre PM e ladrões de aliança termina com um morto e outro baleado e. A informação tinha sido confirmada pela PM, mas após nova apuração foi verificado que se tratavam de casos diferentes.

O tiroteio entre a Polícia Militar aconteceu com dois homens que também usavam uma Honda Twister, mas que roubaram celulares e bolsas de populares no Parque Fernanda, em São Paulo. Eles foram flagrados por uma equipe que realizava patrulhamento pelo bairro e uma perseguição foi iniciada. Na altura da rua Panorama, no Jardim Santo Eduardo, já em Embu, a dupla se desequilibrou e caiu. O garupa apontou a arma para a PM, que revidou e acertou os dois. O condutor morreu e seu comparsa foi baleado, sendo preso depois que tentou fugir.

Já os assaltos na Kizaemon Takeuti, em Taboão da Serra, também foram praticados por uma dupla em uma Honda Twister. No entanto, não eram os mesmos criminosos que trocaram tiros com a PM. O veículo usado tinha a placa adulterada com fita isolante e, segundo informações, uma motocicleta que pode ter sido usada foi encontrada. As vítimas do roubo realizaram o B.O. no 2ºDP e os criminosos até o momento não foram localizados.

Para checar o caso, a reportagem havia entrado em contato por telefone com a 1ºCia do 36ºBPM/M, responsável pela área do tiroteio, e explicou que informações repassadas ao jornal apontavam que os responsáveis por roubos de alianças na Kizaemon entraram em confronto com a Polícia Militar de Embu, sendo um assaltante morto e outro baleado. O PM respondeu “isso”, dando a entender que as informações estavam corretas. Ele ainda informou que o caso estava no DP de Embu e reportagem também conversou com a Polícia Civil no momento da checagem, que informou que a ocorrência não tinha chegado lá ainda. 

Comentários