Taxa de desemprego sobe pelo quinto mês consecutivo na região metropolitana de SP

Por Gabrielly Sousa | 30/07/2015

Os novos dados do  Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) confirmam aumento do número de desempregados na Grande São Paulo. Em maio, o índice registrou 12,9%, enquanto no mês de junho a taxa passou para 13,2%. Neste mesmo mês, em 2014, o número de pessoas desempregadas era de 11,3%. Segundo o Diesse, o resultado decorre da redução da eliminação de 42 mil postos de trabalho e também da saída de 10 mil pessoas na força de trabalho na região metropolitana.

O número de assalariados em junho em comparação com o mês de maio foi de 0,9% dentro do setor privado. Mais pessoas estão trabalhando sem ter assinatura na CTPS (Carteira de Trabalho), o número é de 6,7%, já os que trabalham com o registro no documento, a taxa subiu apenas 0,3%. Houve queda no contingente de empregados domésticos (-2,1%), e uma pequena alta no de autônomos, 0,2%.

O levantamento feito pela distribuição do número de desempregados por sexo, houve aumento entre os homens e diminuição entre as mulheres. Em maio, a porcentagem era de 48,2% do sexo masculino e 51,8% feminino. No mês de junho, os homens desempregados somam 50,1% e mulheres 49,9%.

Na distribuição entre as faixas etárias de idade, os desempregados entre 16 e 24 anos e entre 25 e 39 anos eram na proporção de 43,1% e 34% em maio, e de  42,1% e 34,4% em junho, ou seja, o número caiu apenas 1%, aproximadamente, isso não significa que as coisas melhoraram.
Rodrigo Lopes com informações do G1

Comentários