Atleta de Taboão consegue vaga na Federação Paulista de Kung Fu

Por Sandra Pereira | 11/03/2014

Influenciada pelo pai a praticar esporte desde cedo a moradora de Taboão da Serra Marina Xavier da Silva, 18 anos, pensou que iria se destacar na prática de um esporte com bola. O tempo passou e a jovem atleta conta que “descobriu” o Kung Fu. A dedicação e o talento já lhe renderam 6 conquistas do 1º lugar dentro da União Taisan. Quatro vezes a terceira colocação na Federação Paulista de Kung Fu. Além disso ela é vice campeã brasileira da categoria Mãos  do Norte e vice campeã dos jogos abertos. À atleta não faltam determinação e desejo de lutar. Agora ela sonha com um patrocínio capaz de aumentar as suas chances de participar dos campeonatos da categoria.  

O maior desafio da jovem é unir a prática do esporte que aprendeu a amar com a rotina de estudante do curso de Educação Física. Filha de professores a atleta conta com o apoio dos pais para participar das competições. Como tantos outros atletas ela deseja conseguir patrocínio capaz de financiar sua participação dos campeonatos, custear as despesas com viagens, inscrições e estádias. 

“Meu pai é professor da prefeitura de Taboão da Serra e de São Paulo. Minha mãe é professora em Osasco. Os dois sempre me incentivaram. No começou eu gostava de futebol. Cheguei a ser chamada para uma escola, mas acabei não indo. Sempre gostei de lutas também. Ia começar a fazer judô no Cepim e acabei descobrindo o Kung Fu”, lembra.  

Foi há 5 anos que a atleta descobriu o amor pelo Kung Fu e desde então já começou a acumular títulos. Em 2013 foi vice campeã brasileira da categoria. Agora a jovem atleta de Taboão da Serra treina com a Federação Brasileira de Kung Fu Wushu. Ela ainda treina no ginásio Zé do Feijão, com o professor Reinaldo Moreno, que também dá aulas no CEPIM e no CSU.  

Em 2012 a jovem começou a competir nos campeonatos organizados pela Federação Paulista de Kung Fu. Já estreou trazendo na bagagem vaga garantida para participar do campeonato brasileiro que iria ocorrer em Fortaleza naquele ano, mas a menina foi impedida de participar da disputa. Em 2013 ela voltou a se classificar para o brasileiro e conquistou o segundo lugar na categoria. Agora ela participa dos treinos da Federação Brasileira de Kung Fu Wushu. 




Comentários