Moradores acusam obra do Rodoanel de provocar enchente em Itapecerica

Por | 22/01/2010

O bairro Branca Flor em Itapecerica da Serra voltou a ficar debaixo d’água. Dessa vez os moradores não contiveram a revolta e realizaram um protesto nas imediações da obra do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas. Eles acusam a obra de ser responsável pelas enchentes e querem indenização pelos móveis e bens perdidos.

Os moradores foram recebidos por representantes do governo do Estado para tratar da questão. Para eles as enchentes acontecem porque o Rio M – Boi Mirim foi assoreado pelas obras do Rodoanel.

“Antes da construção do rodoanel nada disso acontecia. Para as obras serem feitas, partes do rio M - Boi Mirim teve que ser aterrado, então a água não tem para onde ir e é nesse momento que as casas enchem de água”, denuncia Allan de Oliveira, representante dos moradores do bairro e morador do local há 27 anos.

 Os manifestantes tentaram parar o trânsito da Estrada de Itapecerica, sentido centro da cidade causando um pouco de congestionamento. Várias viaturas de polícia estavam presentes para garantir a segurança dos moradores e para tentar acalmar os ânimos.

A moradora Débora Ferreira afirma que as ruas mais atingidas na enchente são: Cerro Largo, Cruzeiro do Sul, Vera Cruz e Vicente Dutra. “As três vezes que alagou o bairro procurei a prefeitura, mas eles não tomaram nenhuma providência”, garantiu.

Todos os moradores enfatizam que o único causador de tantas enchentes é sem dúvida as obras do Rodoanel, porque antes das obras começarem o bairro não tinha esse problema. Os munícipes questionam porque o Prefeito Jorge Costa não aparece nesses momentos.

Os moradores contam que estão prejudicados, não conseguiram ir trabalhar, precisam cuidar de suas casas, levantar móveis, tentar diminuir o prejuízo.

 A reunião entre o Allan de Oliveira, representante dos moradores, Ronildo, Emerson superintendente da Dersa e Carlos Hueb Secretário de Obras começou por volta das 15h e a solução encontrada foi emprestar as margens para aumentar o rio e, além disso, os moradores vão entrar com uma ação para pedir a indenização para ressarcir o que perderam na enchente.

As chuvas têm causado uma série de transtornos na região. Mas, em Itapecerica a situação é mais crítica já que a cidade registrou 5 mortes por deslizamento nos últimos 40 dias. A mais recente foi de Dona Dalva, 70 anos, que morreu soterrada no Parque Paraíso. Nesse mesmo dia o Condomínio Estância do Lar, situado nas margens da BR ficou alagado, destruindo muitas casas.

branca1.jpg

Bairro do Branca flor está ilhado em Itapecerica da Serra

branca2.jpg

 

O Corpo de Bombeiros informou que além desse alagamento, a vida do motorista ficou prejudicada pelo excesso de água no KM 284 da BR.

 A chuva forte dessa madrugada provocou deslizamentos no Idemori. De acordo com a Defesa Civil de Itapecerica ninguém se feriu. Várias áreas da cidade estão sendo monitoradas pelo órgão.

Comentários