Isolamento Social volta a cair em Taboão da Serra e índice chega a 46%

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 19/05/2020

O isolamento social em Taboão da Serra voltou a cair. Nesta segunda-feira, dia 18, apenas 46% da população se manteve dentro de casa, segundo aponta Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), do Governo Estadual. Na semana passada, Taboão da Serra conseguiu manter índices maiores ou iguais a 48%, mas esta semana a adesão à quarentena já começou baixa.   

Nos finais de semana a expectativa é que mais pessoas não saiam às ruas, por isso neste domingo, 18, houve isolamento de 50%. No entanto, comparando esta segunda-feira com a da semana anterior, dia 11, que registrou isolamento de 48%, a diferença é de 2 pontos percentuais, o que índica que a o primeiro dia útil da semana começa com baixa adesão.

Além de ter um baixo percentual de isolamento, Taboão da Serra é a que mais concentra o número de casos de coronavírus entre as cidades do sudoeste da Região Metropolitana. Até esta terça-feira, dia 19, 46 moradores já tinham sido mortos pela doença, segundo a Secretaria Municipal da Saúde.

Ainda de acordo com o boletim divulgado, 332 pessoas já foram infectadas nas cidades, mas destas, 168 já foram curadas e 118 ainda não receberam alta e seguem sendo monitoradas. Outras 186 aguardam o resultado do exame e 314 já tiveram as suspeitas descartadas. Ao todo, 839 casos foram relatados.

No Hospital de Campanha instalado na cidade para tratar exclusivamente casos de Covid-19, até esta segunda-feira, 18, 44 pessoas estavam internadas. Até agora, 3995 moradores foram atendidos e, destes, 158 precisaram ficar hospitalizados.

Desde que a pandemia começou, uma série de medidas foram adotadas pela prefeitura de Taboão da Serra, que decretou estado de calamidade pública com a proibição de funcionamento de todos os comércios considerados não essenciais e a suspensão das aulas. Segundo a orientação do Governo de São Paulo, até dia 31 a medida estará mantida.

Para tentar barrar a proliferação do vírus na cidade, passou a ser obrigatório o uso de máscaras, que começaram a ser produzidas pela Escola de Corte e Costura para ser entregues à população. Ao todo, mais de 25 mil já foram distribuídas.

As ruas, calçadas, pontos de ônibus, entradas e portões de casas e áreas próximas às Unidades Básicas de Saúde (UBS), do Pronto Socorro, da Unidade de Pronto Atendimento e do Hospital de Campanha são lavadas com uma solução desinfectante.

Foi instalado na cidade um sistema para tirar dúvidas e evitar que a população se desloque para unidades médicas sem necessidade. Moradores podem entrar em contato com número 0800 7758500, que funciona todos os dias, das 07h às 19, para tirar esclarecer questões sobre o coronavírus. Todas as UBS também tem seu próprio canal par tirar dúvidas. 

 

 

 

Comentários