Com solução inovadora, RCRambiental capacita membros da Cooperzagati para montar dispenser sustentável para álcool em gel

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 19/05/2020

Pensando em uma solução inovadora para ajudar a prevenir o novo coronavírus e a gerar renda para famílias carentes, a RCRambiental, empresa especialista em gestão de produtos inservíveis e resíduos, promoveu na sexta-feira, dia 15, um workshop para capacitar membros da Cooperzagati a montar um dispenser sustentável de álcool em gel. A ação aconteceu na sede da empresa e contou com a participação do prefeito Fernando Fernandes, da secretaria de Saúde, dra. Raquel Zaicaner, da secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Laura Neves, e da secretaria de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Meio ambiente, Sandra Pereira.

Empolgados, os cooperados ouviram atentamente as instruções da equipe técnica para fazer o dispositivo, que é feito com materiais de baixo custo, em sua grande parte tubos de PVC, e traz uma grande inovação. Para que o álcool em gel seja despejado, o dispenser é acionado com os pés, evitando que haja o toque com as mãos. Além de ajudar na questão sanitária, de prevenção ao coronavírus, o equipamento é fácil de ser montado e pode ser comercializado por famílias que precisam gerar renda em meio à pandemia.


  

O dispenser é uma réplica de uma ideia recebida por aplicativo de mensagem de Eduardo Gomes, CEO da RCR, que viu a foto e quis multiplicá-lo por meio da empresa na comunidade para ajudar famílias que passam por dificuldade. O projeto foi prontamente abraçado por André Navarro, diretor da empresa, e os workshops foram iniciados.

“Esse projeto não é para a RCR ter nada de lucro, e sim para que a comunidade, as cooperativas possam entender a ideia, se aproveitar e comercializar este tipo de dispositivo para ter uma rende extra”, explicou André. “O projeto é uma ação de três ‘S’, porque envolve sustentabilidade, solidariedade e a questão sanitária”, completou.

A inciativa foi elogiada pelo prefeito Fernando Fernandes, que falou sobre a importância da higienização das mãos e a utilidade deste novo equipamento. “Nós estamos aqui na frente de uma grande inovação que, além de tudo, tem um custo muito barato e um olhar social também muito importante, que vai dar oportunidade a um setor que vem se desenvolvendo, que é o da reciclagem. Três coisas que se fundem para que esse projeto tenha uma importância muito grande, a questão social, ambiental e a saúde”, destacou.  O prefeito também disse que o projeto tem todo apoio da prefeitura colocou a Escola Municipal de Construção Civil à disposição para ajudar a criar uma linha de produção.

   

Já Eduardo lembrou que o dispenser “tem utilização em todo ambiente público e privado”, o que o faz ter um grande potencial de venda e, consequentemente, gerar renda. “Temos a oportunidade de multiplicar isso. O objetivo é que muitas comunidades repliquem. Obviamente as que moram longe não vão poder vir aqui para aprender, mas nós estamos preparando um manual completo, já temos ele em papel, mas estamos preparando-o em formato eletrônico para que o Brasil possa ter acesso”, informou.

“Quando fomos comunicados, não tínhamos ideia do que seria, mas pelo que eu estou vendo aqui, o pessoal se entusiasmou bastante, parece que as coisas vão fluir. Eu amei a ideia por ser materiais que a gente já tem dentro da cooperativa e por ser fácil de fazer, de manusear”, disse Luana de Oliveira, presidente da Cooperzagati.

Comentários