Com 1º morte registrada no Hospital de Campanha, óbitos em Taboão por Covid-19 chegam a 8

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 11/04/2020

Em menos de uma semana de funcionamento, o Hospital de Campanha em Taboão da Serra registrou a primeira morte por covid-19. O paciente era um homem de 43 anos. Com mais esse óbito, o número de casos fatais de coronavírus na cidade chega a 8. A informação foi divulgada na manhã deste sábado, 11, pela prefeitura.

As confirmações de pessoas infectadas também subiram, indo de 76 para 80. Já o número de pessoas que aguardam o resultado do exame caiu de 183 para 180. As notificações totais de casos é de 365 e os descartados de 98.

Mortes

Ontem, sexta-feira, 10, Taboão da Serra registrou a sétima morte, um paciente de 73 anos, com doença renal, que estava internado no Hospital Santa Maggiore, em São Paulo.

A primeira morte na cidade decorrente do Covid-19 foi divulgada no dia 24 de março. A paciente era uma mulher de 84 anos que também estava internada em um hospital da rede Santa Maggiore. O segundo morador era um homem de 50 anos que foi atendido no Hospital Family e depois transferido para São Bernardo do Campo, ABC Paulista, onde faleceu. Ambos tinham doença cardíaca.  

Outras duas mortes foram registradas no Hospital Geral do Pirajuçara (HGP). Os pacientes eram dois homens, um de 39 anos, com obesidade, e outro de 77, com problemas renais. O quinto óbito era a de um idoso de 68 anos que chegou em estado crítico à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Akira Tada e não resistiu. Já a sexta morte foi de um senhor de 63 anos, com cardiopatia, internado no Hospital das Clínicas (HC).

Medidas de combate

Para tentar barrar o avanço da doença no munícipio, o prefeito Fernando Fernandes adotou algumas medidas. Na cidade, está decretado estado de calamidade pública e os comércios não essenciais estão proibidos de abrir por tempo indeterminado. As aulas da rede pública municipal também estão suspensas.

No município, também foi inaugurado o Hospital da Campanha, onde são tratados os pacientes leves e intermediários de Covid-19. São 57 leitos de baixa e média complexidade e 4 de emergência, que serão utilizados para pacientes que tiverem piora no quadro clínico e tiverem que ser transferidos para UTIs.

Neste sábado, 11, o prefeito Fernando Fernandes também informou que a Secretaria de Saúde usará a cloroquina no tratamento de pacientes diagnosticados com Covid-19 em Taboão da Serra. O medicamento, ainda de acordo com Fernandes, só será aplicado sob prescrição médica e com a autorização da família.

Comentários