Raquel Zaicaner, secretária de Saúde de Taboão, tranquiliza população, mas pede responsabilidade em relação ao coronavírus

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 17/03/2020

A secretária de Saúde de Taboão da Serra, dra. Raquel Zaicaner, usou a tribuna da Câmara Municipal durante a sessão legislativa desta terça-feira, dia 17, para tranquilizar a população e pedir responsabilidade em relação ao coronavírus. Segundo ela, a cidade tem hoje 5 casos suspeitos de infecção pelo Covid-19 e nenhum confirmado.

“Todos sabemos que Taboão é vizinho de São Paulo e isso exige de nós responsabilidade e compromisso. A gente precisa pedir à população para se manter tranquila, não entrar em pânico, mas para seguir todas as orientações”, disse a secretária.

Raquel falou sobre a importância das “etiquetas respiratórias” - que incluem colocar o cotovelo na boca quando for tossir ou espirrar, lavar as mãos com água e sabão e as higienizar com álcool em gel, evitar colocar a mão no rosto - e reforçou que as pessoas devem evitar aglomerações e contatos desnecessários.

Ainda de acordo com a secretária, essas medidas ajudam no achatamento da curva, ou seja, a diminuir o aparecimento de casos confirmados para “não estrangular todo o sistema de saúde porque quem realmente precisar de atendimento não vai ter”.

“A gente tem pedido para as pessoas só procurarem os serviços de saúde, em especial os prontos socorros, se realmente tiver necessidade”, recomendou. “A gente quer as ruas vazias porque é dever de cada um proteger o outro. Se você não é de um grupo vulnerável, é seu dever proteger quem é”, disse ela ao pedir que as pessoas evitem sair de casa sem necessidade.

A secretaria ainda falou sobre serviço disponibilizado pela prefeitura para que as pessoas possam tirar dúvidas em relação ao coronavírus e verificar se realmente é necessário ir a unidade médica. O telefone de contato é o 4788-5624, com horário de atendimento das 07 às 19h, durante todos os dias da semana.

“A solidariedade entre as pessoas é o que vai fazer a gente vencer isso do ponto de vista emocional. E a responsabilidade é o que vai fazer a gente salvar vidas”, finalizou Raquel.

Comentários