Família é rendida na própria casa e fica duas horas sob poder de bandidos em Taboão da Serra

Por Redação | 11/03/2020

Uma família do Jardim Helena, em Taboão da Serra, viveu momentos de terror na noite desta terça-feira, dia 10, após ser feita refém por bandidos que invadiram casa. As vítimas ficaram duas horas sob o poder dos ladrões e só foram liberadas durante a madrugada após a dupla fugir com o carro da família, levando aparelhos eletrônicos e joias.

Uma  adolescente de 17 anos que mora na casa chegava da escola por volta de 22h40 com o namorado, de 19 anos.  No portão de entrada, eles foram abordados por dois homens, que se aproximaram pedindo um isqueiro e depois anunciaram o assalto, mostrando a arma.

As vítimas foram obrigadas a entrar na residência com os dois ladrões.  O rapaz foi amarrado na garagem e a menina foi levada para dentro da casa. A dulpla entrou no quarto do casal e acordou o pai com a arma apontada para a cabeça. A esposa e os dois filhos, de 2 e 5 anos, também foram acordados.

Um dos bandidos disse saber na casa tinha dinheiro porque “a fita era dada”. O outro, com a mãe e a criança mais nova rendidas, vasculhava os cômodos.

A dupla a todo o momento ameaçava a família e se comunicava por celular com um terceiro envolvido, que ficava do lado de fora. O namorado da adolescente chegou a ser agredido por um dos ladrões.

Depois de duas horas sem encontrar grande quantidde de dinheiro, os bandidos decidiram levar aparelhos eletrônicos e as joias da família, fugindo no carro do pai, um Ônix vermelho. A carteira do homem também foi levada com seus documentos pessoais, seus cartões bancários e R$ 200 em espécie.

Após serem liberadas, as vítimas acionaram a Polícia Militar, que conseguiu localizar o véiculo em 15 minutos com apenas um dos envolvidos. Os PMs que realizaram a captura foram acionados pelo Copom e iniciaram as buscas quando viram o automóvel da vítima trafegando na contramão. Uma perseguição foi iniciada e o acusado foi preso na rua 14 de novembro após abandonar o carro e tentar fugir a pé.

O rapaz confirmou o roubo e alegou que teve a ajuda de um comparsa conhecido como “neguinho”, o qual não soube informar o nome verdadeiro. Ele indicou a casa onde os pertences foram escondidos e foi preso em flagrante. O carro e todos os objetos roubados foram restituídos à família, que o reconheceu como autor do crime.

 

 

Comentários