Fã da PM, menino de 10 anos ganha festa de aniversário preparada por policiais de Embu como presente

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 16/02/2020

A admiração que Marco Antônio tem pela carreira militar fez com policiais do 36º Batalhão  se comovessem e se mobilizassem para presentar o garoto com uma grande surpresa, uma festa de aniversário com a temática da PM paulista para comemorar a chegada de seus 10 anos, completos no dia 7 de fevereiro, uma sexta-feira.

O garoto, que mora com a família no Jardim Santa Tereza, em Embu das Artes, desde muito cedo nutri interesse e respeito pela carreira militar. “Essa admiração ele tem desde os três anos de idade. Já são sete anos que a gente apoia”, informa a mãe, Elaine. Ela e o pai de Marco acredita que ele tenha herdado a paixão pela profissão de alguns parentes de Minas Gerais.

E neste ano, em mais uma aniversário, não foi diferente. Marco decidiu que seu aniversário de 10 anos seria focado na polícia e, sabendo da escolha do filho, o pai Valdecir de Oliveira foi até 1º Companhia do batalhão. Após contar a história de Marco, os policiais se comoveram e decidiram ajudar na festa.

“O capitão Craveira estava na companhia e recebeu a visita desse pai, que como presente de aniversário para o filho, conforme explicou aos policiais, queria saber se podia levar o Marco lá para conhecer os PMs, tirar foto porque o filho era fã da Polícia Militar”, explicou o Cabo Adalton, que participou da ação. “Um dos policiais conhece bem a gente e falou para o capitão que se essa missão fosse passada a nós, iríamos fazer. Então, a nossa equipe se empenhou em busca de doações, de organização e presentes”, informou ainda.

Com três viaturas, os PMs foram até a casa de Marco para o conhecer. Do portão já foi possível ver a euforia da criançada e a alegria de Marco. “Dentro da PM, cada gesto que a gente faz de continência, de marcha, a gente faz com energia, com vibração. E esse garoto, quando a gente chegou, desceu tão eufórico que prestou uma continência para cada integrante da equipe com vibração, uma continência que há tempos eu não via nem de policial militares”, disse ainda o cabo. “A euforia não foi só da criançada não, foi nossa, por estar participando de algo tão gratificante”, completou.

Para ser integrante honorário da corporação, Marco também estava a caráter, usando um uniforme da Polícia Militar de um amigo da família que foi reformado exclusivamente para o garoto usar na sua festa. “Foi emocionante, eu quase chorei. Eu fiquei surpreso porque eu não sabia de nada. Ai, quando eu ouvi a sirene, eu pensei ‘meu Deus, o que aconteceu?’. E quando vi a polícia na minha casa, eu desci e descobri que era para a minha festa de aniversário. Eu sou muito grato a minha mãe, ao meu pai e todo a minha família”, disse Marco.   

“A gente não esperava tanta coisa. O Marco Antônio ganhou presente, bolo, refrigerante, salgados, muita coisa. Praticamente uma festa inteira. E a gente ficou muito feliz com a alegria dele. Ele ficou muito emocionado com festa, com o pessoal do batalhão chegando e todos os policiais entrando e cantando parabéns”, relatou a mãe.  

O apreço pela profissão é tão grande que Marco, mesmo com os recém-completos 10 anos, demonstrou interesse em fazer algum curso que o trouxesse conhecimentos militares. Pela pouca idade, porém, a família conseguiu o inscrever em um curso de bombeiro mirim aos sábados na Faculdade Anhanguera.

“A gente também visita de vez em quando Batalhão Tobias de Aguiar (da Rota) nas sextas-feiras para assistir troca de guarda, todos os anos vamos no desfile de 7 de Setembro [...] a gente sempre envolveu, respeitou e incentivou a paixão pela carreira militar”, finalizou Elaine.

Comentários