Tempo seco causa focos de queimadas em áreas de mata em Taboão

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 3/10/2019

O início da noite desta quarta-feira, dia 2, registrou diversos focos de queimadas em áreas de mata em Taboão da Serra. Com os incêndios em diversos locais diferentes, moradores começaram a questionar o que poderia ter causado as chamas, levantando a possibilidade de pessoas terem colocado fogo na vegetação. No entanto, as queimadas foram provocadas pelo tempo seco na cidade, que chegou a registrar durante a tarde 35º, de acordo com o site climatempo.

“Quando chega essa época do calor, vão existir vários focos de incêndio. Isso é de rotina em São Paulo, que registra queimadas em diversas partes nesse período”, informou por telefone o cabo Jonatas, do Corpo de Bombeiros. Na região metropolitana, de acordo com a corporação, foram registradas 247 queimadas em vegetação.

Os Bombeiros registraram diversos acionamentos em Taboão da Serra. Três deles foram para a Avenida Ibirama, no Jardim Panorama. O outro foi para a Alameda Miguel Prestes Ferraz, no Parque Pinheiros. Apesar de terem sido acionados, nenhuma viatura foi deslocada para os locais.

Imagens enviadas à reportagem por moradores do Parque Laguna mostraram outro foco. Na mata localizada atrás da Escola Estadual Professor Fernando Miliano, as árvores pegavam fogo. Uma testemunha que mora em um bairro do outro lado da BR relatou que “a fumaça podia ser vista do outro lado da Régis Bittencourt” no início da noite.

Embu das Artes

Na cidade vizinha, também houve relatos de incêndios em vegetação. Edmílson Schiffner, morador do Jardim Pinheirinho, informou que as áreas de mata do Jardim Santa Clara também pegavam fogo. “Por volta das 20h, quando estava fazendo o retorno na Régis, deu para ver as chamas”, disse. Para esta área, porém, o Corpo de Bombeiros informou que não recebeu nenhum chamado.

Comentários