Setembro é o mês de reforçar ajuda a quem enfrenta depressão e pensa em suicídio

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 2/09/2019

Em apoio ao Setembro Amarelo, em que ações de prevenção ao suicídio são realizadas em todo o país durante o mês, o Jornal Na Net lança a campanha #EUJÁSUPEREI, para incentivar pessoas a compartilharem situações difíceis que já foram superadas para ajudar quem está passando por dificuldades e enconrajá-las a lutarem pela vida e procurarem por ajuda.
 
Durante a ação, os que se sentirem à vontade, podem compartilhar a matéria contando a superação de suas lutas pessoais para que uma ampla rede de apoio e solidariedade seja montada, acolhendo pessoas que pensam em suicídio.
 
O alerta se faz necessário devido ao cenário atual preocupante. Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, em 10 anos, de 2007 a 2016, mais de 106 mil pessoas tiraram a própria vida. Outros índices da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o suicídio é responsável por uma morte a cada 45 segundos no país e que o Brasil ocupa o 8º lugar no ranking.
 
O volumoso número de mortes desta natureza faz acender o alerta para se criar iniciativas eficazes de prevenção ao suicídio e, por isso, o setembro amarelo nasceu. A campanha, que faz alusão ao dia Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, implementado no dia 10 deste mês, tem o intuito de criar ações em todo para mostrar que o suicídio pode ser prevenido.
 
Segundo especialistas, muitas causas podem estar por trás do pensamento de tirar a própria vida. A principal delas é a depressão, mas problemas conjugais e familiares, bullying, baixa autoestima, dificuldades financeiras e de interação social, histórico de abuso sexual, discriminação também podem levar ao suicídio.
 
Por isso é importante ficar atento aos sinais e saber quais órgãos realizam atendimentos especializados, como Centro de Valorização da Vida (CVV), que disponibilizou o telefone 188 para apoio emocional de emergência. O número é gratuito e para todo o país.
 

Comentários