Tempestade deixa Itapecerica alagada

Por | 25/01/2011

A tempestade que atingiu a região na tarde desta terça-feira, 25 de janeiro, deixou novamente os moradores da cidade de Itapecerica da Serra ilhados. Quatro pontos de alagamento foram registrados, nenhum deles transitável, por este motivo os motoristas precisaram ter muita paciência.

Como de costume, a divisa de Itapecerica com Embu das Artes, no Pinheirinho, ficou repleta de água, os motoristas precisaram desviar o caminho, por cima da ponte e fazer o retorno para pegar a BR sentido São Paulo. Outros sem opção, não arriscaram passar no alagamento e pararam para esperar a água baixar. “Não entendo porque ninguém faz nada para resolver, sempre tem enchente aqui, mas parece que as autoridades não vêem o problema, ou se vêem tapam os olhos”, afirmou um motorista que ficou ilhado no Pinheirinho.

A Avenida Eduardo Roberto Daher (próximo ao Colégio 8 de Maio e Rampas) foi tomada pelas águas do córrego que transbordou. Carros ficaram enfileirados esperando a água baixar. “Essa é a segunda vez neste ano que alaga aqui. Procuramos a prefeitura e a Defesa Civil, mas nada é resolvido. Gravei o estrago que a chuva fez e vou encaminhar para as grandes emissoras, para ver se definitivamente a prefeitura age em relação a esse problema que os moradores e também os motoristas enfrentam toda a vez que chove forte”, relatou Rose Ribeiro, moradora a 11 anos do local.

Além da enchente que tomou praticamente toda a baixada da Avenida, a força da água que desceu pelo barranco derrubou o muro de uma residência. Felizmente ninguém ficou ferido, e outras casas não foram atingidas. “O dono do depósito e morador não canalizou até o fim do morro, por este motivo aconteceu isso, poderia ter acontecido alguma tragédia”, comentou uma moradora.

Outros dois pontos de alagamentos foram na rua Nove de Julho (no Parque Paraíso) e na Rodovia Armando Sales KM 29. A chuva forte também derrubou outro muro próximo ao Supermercado Bandeira. Um barranco na rua Jorge Fadlo, Parque Paraíso, deslizou devido a tempestade.

alag1

Motorista precisou de cautela com a água acumulada pela Rodovia

alag2

Água acumulada na Rodovia Salvador de Leone

alag3

Calçada em frente a faculdade Anhanguera ficou repleta de água acumulada pela chuva

alag4

Avenida Eduardo Roberto Daher ficou completamente alagada; córrego transbordou

alag5

Morro desmoronou com a chuva forte e derrubou o muro

alag6

Muro desabou com a força da água que escorreu pelo barranco


Régis Bittencourt
A tempestade também causou alagamento no quilometro 286 da Régis Bittencourt, que ficou totalmente interditada no sentido São Paulo em Itapecerica da Serra. O trânsito ficou parado por três quilômetros, do 289 ao 286.

Comentários