Bebê de oito meses é encontrado morto em casa no Jd. São Judas após abandono

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 27/04/2019

Taboão da Serra registrou uma triste tragédia na manhã deste sábado, dia 27. O bebê Arthur, de apenas oito meses de idade, foi encontrado morto em uma residência no Jardim São Judas. O neném estava em casa apenas com o irmão de dois anos de idade quando foi localizado por um vizinho. A causa da morte do bebezinho será investigada.

A mãe da criança saiu de casa na sexta-feira à noite, dia 26, e deixou Arthur e os irmãos, o menino com quem estava e uma menina de quatro anos, com o pai. Nesta manhã, por volta de 09h, o homem saiu do imóvel com a irmã mais velha e deixou os dois meninos sozinhos, pedindo para um vizinho que mora no mesmo quintal “dar uma olhadinha” nas crianças que estavam dormindo.

Após cerca de 15 minutos que o pai saiu, o homem ouviu um choro de criança e foi até a casa. No local, encontrou os dois garotos. Como Arthur estava desacordado, ele acreditou que o bebê estava dormindo e levou o mais velho para sua residência. Porém, ao voltar para pegar Arthur, percebeu que ele não respirava e acionou o SAMU.

Uma equipe foi até o local e enquanto constatava a morte do bebê, o pai das crianças chegou à residência. Ele alegou que deixou os dois sozinhos para ir comprar fralda e leite, mas não foi visto com nenhuma das mercadorias. Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar.

A mãe das crianças não foi localizada, mas segundo uma testemunha, ela saiu de casa para usar drogas, como rotineiramente faz. Ainda segundo relatou, as crianças sempre ficavam sozinhas porque a mulher saia de casa e o pai ia procurá-la.

O Conselho Tutelar foi acionado e verificou que a casa tinha condições de higiene precárias, com roupas das crianças espalhadas pelos cômodos. Ainda segundo o órgão, no imóvel havia apenas um colchão de casal, não havendo lugar para as crianças dormirem. O menino e a menina foram encaminhadas a um lar temporário, mas o Conselho tentará localizar alguém da família que possa acolhê-los.

O caso foi registrado como abandono de incapazes no 1º Distrito Policial da cidade.

Comentários