Vice-prefeito Paulinho rompe com governo de Jorge Costa e alega falta de transparência na atual gestão

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 12/02/2019

O vice-prefeito Paulinho, do PSB, anunciou na última semana um rompimento com o governo de Jorge Costa, do PTB. O racha político aconteceu logo depois que sua esposa, Helena Rol, foi exonerada da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, mas, segundo ele, o motivo do rompimento foram algumas falhas da atual gestão, como a falta de "transparência".

"Não há transparência, não há clareza sobre pessoas que são investigadas. Era para o Jorge ter entrado e ter feito a limpeza que ele prometeu, mas o povo não viu a mudança", disse o vice-prefeito durante entrevista ao portal FFnews. Ele pontou que a gestão anterior, a qual o PSB fazia oposição, e a atual agora "são praticamente a mesma coisa".

Paulinho ainda acusou o governo de promover nepotismo, dizendo que em várias áreas da prefeitura as pessoas "são todas de uma família só", citando alguns exemplos, como o comando da GCM e o PAT.

Para ele, Jorge já vinha se sentindo inquieto com as constantes reclamações que fazia sobre os problemas da cidade. "Eu sou uma pessoa que vai à rua [...] e as pessoas falam 'e aí, vice-prefeito, olha como está a cidade largada". Eu venho reclamando, reclamando, reclamando e o prefeito se incomoda", disse.

O vice-prefeito, seguindo ainda uma linha muito rigorosa em entrevista ao veículo, disse que na verdade a demissão de sua esposa aconteceu porque ela se opôs a uma ordem do prefeito de mudar crianças de um abrigo para um prédio que não havia as devidas liçenças de funcionamento.

Paulinho cumprirá o mandato até 2020 "para defender o povo" e confirmou os rumores de que ele é o pré-candidato do partido para disputar as próximas eleições municipais como prefeito. "Eu estou a disposição do meu partido, no momento, hoje o PSB tem o meu nome a pré-candidato", finalizou.

Comentários