Supeito de integrar facção criminosa é morto em Juquitiba durante operação policial

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 10/12/2018

Um homem acusado de ser um dos líderes de uma das principais façções criminosas do país morreu na última sexta-feira, dia 7, após ser baleado durante uma operação realizada pelas policias Civil e Militar em Juquitiba, cidade onde morava o suspeito com a esposa e a filha.

Rafael Silvestre da Silva, de 47 anos, era prourado pela polícia depois de fugir da Penitenciária de Lavínia, no interior de São Paulo. Ele também era apontado como o responsável por ordenar mais de cem homicídios, entre eles o de um policial no Rio Grande do Norte.

Os agentes encontraram o sítio onde o suspeito se escondia, localizado às margens da Rodovia Régis Bittencourt, e cercaram a área. Rafael, porém, tentou fugir pela mata e, de acordo com o boletim, atirou contra os policiais, que revidaram utilizando fuzis e balearam o suspeito no peito.

Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto Socorro de Juquitiba, mas não resistiu aos ferimentos. Uma outra arma da marca Taurus foi encontrada na residência e apreendida. O caso foi registrado como homicídio simples em decorrência de intervinter policial na delegacia da cidade.

 

 

Comentários