Reintegração de posse no Parque Laguna acontece em clima pacífico

Por Gabriela Pereira - Especial para o Jornal na Net | 22/11/2018

Desde as primeiras horas desta quinta-feira, dia 22, acontece de forma pacífica a reintegração de posse de uma área ocupada entre o Parque Laguna, em Taboão, e o bairro João XXIII, em São Paulo. Segundo integrantes do movimento, cerca de 3.000 mil famílias moravam no terreno, que é de propriedade da família Basile. Até o momento, não há registro de nenhuma ocorrência.
 
A Polícia Militar, a Rodoviária e a Guarda Municipal acompanham os moradores na retirada de seus pertences do local. A área tinha duas duas ocupações, a Divina Luz, que está no local há pelo menos três anos, e a Parque Laguna, que começou há cerca de 8 meses.
 
Segundo um dos líderes do movimento, algumas famílias não têm para onde ir. Os ocupantes tentaram por diversas vezes barar a reintegração, mas não obtiveram sucesso.
 
Na semana passada, na véspera do feriado da Proclamação, as famílias realizaram um protesto que passou pela BR e atrasou por cerca de 3h a volta dos municípes para casa. Ontem, dia 21, outra manifestação chegou a ser feita, causando novamente um congestionamento na Régis.
 
O secretário da Segurança Pública do Estado, Mágino Alves Barbosa Filho, também tentou intervir na decisão do juíz, enviando à 1° Vara Cívil de Taboão da Serra uma petição para adiar a data da reintegração. No entanto, a data permaneceu.
 
“Nós fizemos o pedido, e o secretário de Segurança Pública fez o pedido, mas o juiz não aceitou”, explicou o líder. Ele e os moradores queriam permanecer no terreno por pelo menos mais dois meses, para poderem conseguir lugar para ir e sair pacificamente.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Comentários