PC apreende crack, maconha e cocaína em uma residência em Taboão

Por Luciana Santos | 24/07/2018

Policiais Civis conseguiram apreenderam no fim da tarde desta segunda-feira 23, uma grande quantidade de droga em uma residência localizada em Taboão da Serra. Policiais chegaram ao suspeito após trabalho de investigação de combate ao tráfico de drogas.

Durante diligências realizadas em pontos de tráfico na região, policiais suspeitaram de um homem que se encontrava em frente a uma residência conhecida como ponto de venda de drogas.

O Homem foi identificado como Victor Hugo da Silva, interrogado pelos policiais se havia droga dentro da residência ele confirmou  a existência de maconha, crack e cocaína e que toda a droga se encontrava escondida  em uma caixa plástica e de uma caixa de papelão no quintal da residência.

Nas caixas foram encontrados quatro sacos transparentes com substância em pó esbranquiçada aparentando ser cocaína em pó, um saco plástico transparente contendo substância esbranquiçada idêntica à cocaína endurecida (crack), um saco plástico contendo um tijolo de substância vegetal esverdeada identificado como sendo maconha.

Na caixa de papelão foram encontradas 250 embalagens plásticas com a tampa preta contendo um liquido transparente (lança-perfume). No local também foi encontrado uma prensa hidráulica que era utilizada para prensar as drogas.

Hugo confessou que realizava o tráfico de drogas e que a droga e todo o material apreendido eram dele. Diante dos fatos a policia deu voz de prisão em flagrante ao indivíduo pelo prático de drogas conforme  artigo 33 da lei federal número 11.343/2006 (Lei de drogas).

Todo o material apreendido passou por exame de constatação que deu positivo para maconha, cocaína (pó) e cocaína purificada (crack) e lança perfume. No total foram apreendidas  2.572 gramas de cocaína, 46,7 gramas de cocaína endurecida conhecida como crack, e 631,6 gramas de maconha

 O criminoso e as drogas foram encaminhados ao 1º DP de Taboão da Serra. O suspeito se encontra detido à disposição da Justiça.

 

Comentários