‘Ação Jovem’ oferece orientação profissional e ações educativas

Por Assessoria de Comunicação | 12/04/2018

Visando o apoio à iniciação profissional e transferência direta de renda, o Governo de São Paulo criou o “Ação Jovem” para incluir socialmente jovens na faixa etária de 15 a 24 anos por meio do apoio financeiro temporário do Estado. A ideia é promover ações complementares educativas que também incentivam a conclusão da escolaridade básica e o desenvolvimento pessoal para o mundo do trabalho.

O programa, vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, prioriza estudantes com renda familiar de até 1/4 (um quarto) do salário mínimo por pessoa. As prefeituras dos municípios paulistas realizam as ações no contraturno escolar, com total de 80 horas por ano.

Recentemente, o Governo do Estado assinou a parceria com o CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) com o objetivo de estabelecer ações e viabilizar a participação dos jovens nas Oficinas de Criatividade da instituição. No total, serão ofertadas cerca de duas mil vagas para 22 cidades paulistas. Elas oferecem espaços de reflexões e criação com foco na cultura, para fomentar novas habilidades e atitudes para contribuir com a transformação da realidade social.

Hoje, já são mais 27,5 mil jovens beneficiados pelo programa com um custo de R$ 80,00 por integrante ao mês. Para participar, os interessados podem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para orientações com relação ao cadastramento no Cadastro Único. Os jovens já cadastrados devem manter os dados atualizado até 24 meses.

 

Comentários