Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Chico Brito lidera luta pela canalização e atendimento às famílias do Córrego Pirajuçara

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 1/08/2014

corregopiraju

Divulgação Chico Brito caminha com membros de entidades sociais rumo ao prédio do Daee

Na tarde de quarta-feira, 30/7, o prefeito de Embu das Artes, Chico Brito, seguiu em caminhada com membros de diversas entidades sociais, até o prédio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), na Rua Boa Vista, Centro de São Paulo, para cobrar resoluções sobre o cronograma de retomada das obras de saneamento do Córrego Pirajuçara.

O grupo de manifestantes concentrou-se na Praça da Sé e seguiu rumo ao prédio do Daee entoando gritos de ordem como: “Quem não pode com a formiga, não assanha o formigueiro”.

Após alguns instantes em frente ao prédio do DAEE, uma comissão composta pelo prefeito Chico Brito, pelo chefe de Gabinete, Geraldo Juncal, e por representantes do MTST, da Associação Internacional de Interesse a Humanidade do Jd. Emílio Carlos e Jd. Irene, da Agência Azul de Inclusão Social, do Movimento Sol Nascente, da Associação de Moradores do Jd. da Luz, da Associação Cedesc Pq. Fernanda e da Associação Periferia Ativa, foi recebida pelo secretário de Habitação, Marcos Penido, e pelo superintendente do Daee, Alceu Segamarchi Júnior.

O grupo cobrou agilidade na assinatura do documento que determina o prazo para entrega do cronograma de realocação das famílias e da retomada das obras de saneamento do Córrego Pirajuçara. O prefeito de Embu das Artes propôs que após o prazo definido para finalização do plano de trabalho, 10 dias, os cronogramas sejam apresentados em uma nova plenária aos moradores do entorno do Córrego.

Após a assinatura da resolução, Marcos Penido e Alceu Segamarchi se comprometeram a ir até a área afetada, durante a plenária agendada para o próximo 10 de agosto, apresentar o plano de trabalho aos moradores. Ao final da reunião, a resolução foi apresentada pela comissão aos demais manifestantes e, o prefeito de Embu das Artes, assumiu o compromisso de estar junto com a comunidade até que as obras sejam concluídas.

Histórico da luta

O valor de R$ 80 milhões do PAC já está garantido, e desse total, R$ 50 milhões serão destinados para saneamento e canalização do Córrego, os outros R$ 30 milhões, serão direcionados para provimento do aluguel social das famílias retiradas, até que se conclua a construção das unidades habitacionais para acolhimento delas.

Em 9/6, o prefeito de Embu das Artes, Chico Brito, esteve reunido com o secretário da Habitação do Estado de São Paulo, Marcos Penido, para assinar o protocolo de intenções que indicam as ações conjuntas para a retomada do projeto. Após essa reunião, três plenárias já foram realizadas com famílias afetadas pelo córrego mas o Governo do Estado não definiu o início das obras. Na última delas, moradores presentes à plenária optaram pela manifestação.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.