/

Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Programa ‘Mulheres de Peito’ faz mamografias em mulheres de Taboão e região

Por Ane Greice Passos | 3/04/2014

dentrocarreta

Ane Greice PassosPrefeito Fernando Fernandes, Deputada Analice Fernandes e autoridades de Taboão da Serra, recebem o Secretário de Saúde do Estado David Uip

O secretário de Saúde de São Paulo, David Uip, esteve nesta quinta-feira, 03, em Taboão da Serra para anunciar o “empréstimo” da carreta ‘Mulheres de peito’, que faz parte do programa do governo do estado de São Paulo. O centro móvel de mamografia ficará na cidade por 30 dias e atendendo mulheres entre 50 e 69 anos de toda a região. A ação resultará em uma média de 1.500 atendimentos, tendo uma capacidade para até 50 exames diários.

Representando a saúde do estado de São Paulo e o governador Geraldo Alckmin, que não pode comparecer devido a compromissos de última hora, David Uip falou sobre a caravana, que já passou por seis cidades do estado e pretende, ao fim do projeto, atender cerca de 60 mil mulheres. 

“É sem burocracia e sem pedido médico. A mulher pode vir de manhã e agendar o exame para tarde, para facilitar o atendimento, e dentro de 48 horas o resultado da mamografia sai. Se der algum problema ela pode voltar e fazer o ultrassom e biópsia, e caso dê positivo, começar o tratamento”, disse o secretário de saúde.

David Uip afirmou que o objetivo do programa é propiciar atendimento rápido para mulheres de todo o estado, facilitando o diagnóstico precoce da doença. O secretário destacou o sucesso do programa, que tem um investimento total do governo de 14 milhões.

O prefeito de Taboão da Serra Fernando Fernandes e a Deputada Estadual Analice Fernandes, participaram do evento e agradeceram a oportunidade de atender mulheres de Taboão da Serra e região. Além das autoridades vereadores e secretários da cidade participaram da solenidade.  

carreta3

“O projeto mulheres de peito é muito importante para Taboão e região, porque hoje 300 mulheres estão na lista de espera para exame mamografia. E com esses 50 exames diários temos certeza que iremos zerar a fila da cidade”, disse Analice Fernandes que destacou a ampliação dos atendimentos para toda a região.

Desde o início do projeto 57 mulheres foram detectadas com câncer e encaminhadas para tratamento médico. Segundo dados da saúde, apenas no ano de 2013, 500 mil mulheres morreram vítimas da doença no mundo, que é o tipo de câncer que mais mata pessoas do sexo feminino.

Uma das primeiras pacientes a ser atendida pela carreta, a moradora de Taboão da Serra Maria Aparecida Donato, de 58 anos, apreciou a iniciativa da mamografia. “É muito interessante para todas as mulheres e para o município. Faz 3 anos que eu tento fazer o exame e não consigo. Hoje estava passando por aqui e vi quando a carreta aproveitei.”

Após visitar o interior da carreta do programa ‘Mulheres de peito’. O prefeito Fernando Fernandes falou sobre o projeto, que segundo ele não ajudará apenas a cidade de Taboão da Serra, mas toda a região devido a ficar em um ponto estratégico na região. “Esse projeto é muito importante. É um avanço, porque muitas mulheres poderão fazer esse exame e deixar de morrer por causa dessa doença”.

Fernando Fernandes também anunciou um programa da cidade que atenderá os homens da região. “Em maio começara no Ama de Taboão o programa filho que ama leva o pai para o AMA, aonde o morador poderá fazer exames de urologia, pois o câncer de próstata e o que mais mata o homem”, contou.

carreta2


A carreta do programa ‘Mulheres de peito’ ficará em Taboão da Serra por 30 dias e os exames de mamografia acontecerão de segunda à sexta-feira, das 9h às 20h, e aos sábados, das 09h às 13h, na Praça Nicola Vivilechio.

ED ARAUJO

quem consegue pedido medico? Parece piada todo mundo sabe que só pra passar em um medico e pedir pedido é mmmmmmmmmmmmmmmmmmmuito dificil eles não dão o pedido e pra agendar? nossa ! minha filha tem 25 anos tem um caroço e cada dia dói mais e mais e cresce, mas não consegue fazer mamografia porque eles falam que é só ´pram MULHERES APÓS 40 ANOS e as demis que esperem?

Ariel Souza

Exatamente no dia 04 de abril de 2.011, minha esposa veio falecer por conta do exame de toque nos seios não ser suficiente para detecção do tumor.Ela se foi aos 36 anos de idade.Na época minha filha estava com 16 anos de idade , desde então faz a mamografia e contesta os médicos que afirmam em fazer o exame apos os 40. Excelente a iniciativa

31/08/2014

Nicola Vivilechio sedia projeto Farmacêutico na Praça em Taboão

29/08/2014

Vereador Sangue Bom denuncia indícios de corrupção na Saúde de Itapecerica

18/08/2014

UBSs de Embu das Artes terão grupos de meditação

p class="MsoNormal" style="margin-bottom: 7.5pt; text-align: justify; line-height: 18pt;...

15/08/2014

Pacientes do PAD recebem doação de cadeiras para banho em Taboão

Pacientes atendidos pelo Programa de Atendimento Domici

11/08/2014

Programa de Atendimento Domiciliar realiza mais de 17 mil ações em Taboão

O Programa de Atendimento Domiciliar (PAD) vem atuando a servi&cced

07/08/2014

Saúde de Taboão celebra “Agosto Dourado” com oficinas e rodas de conversa

O mês de agosto é mundialmente conh

06/08/2014

Inscrições para Cipa abrem dia 11 em Embu das Artes

p style="margin: 0cm 0cm 7.5pt; text-align: justify; line-height: 15pt; background-image:...

30/07/2014

Embu das Artes faz o primeiro intercâmbio de saúde

Com

25/07/2014

SAMU realiza treinamento de educação continuada para profissionais e colaborador

O Serviço d

25/07/2014

Novo Centro de Especialidades pretende atender 15 mil pacientes por mês

O novo Centro de Especialidades, em obras desde janei

02/09/2014

Senac inaugura nova unidade em Taboão da Serra no dia 10 de setembro

02/09/2014

Setor de identificação da Polícia Civil terá reforma de 15 dias em Itapecerica

01/09/2014

Assassinato da empresária de 40 anos é investigado em Itapecerica da Serra

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.