Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Unifesp vistoria locais dos cursos de extensão e área do futuro Parque da Várzea e da Universidade Federal

Por Sandra Pereira | 2/06/2010

chico brito em vistoria_1.jpg

Prefeito Chico Brito e Unifesp vistoriam locais dos cursos e do Parque da Várzea

“A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) vai inaugurar em Embu das Artes uma experiência inédita para a instituição na aplicação dos cursos de extensão. Será a primeira experiência de conviver da Unifesp. Não vamos criar um feudo da Universidade dentro do município. Vamos conviver com a comunidade escolar e a administração municipal”. A afirmação é da Pró-Reitora de Extensão Eleonora Menicucci de Oliveira, durante a visita na segunda-feira, 31, às instalações do complexo Valdelice Aparecida Prass e da escola Paulo Freire.

No dia 11 de junho o Ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, virá a Embu, no Parque do Rizzo, para assinar o contrato de liberação dos R$ 8 milhões oriundos de uma emenda da bancada paulista com valor total de R$ 32 milhões. A liberação do recurso aconteceu durante a ida da comitiva da região à Brasília.


As escolas Valdelice Aparecida e Paulo Freire, visitadas pela delegação da Unifesp, vão sediar os cursos de extensão promovidos pela Universidade Federal em Embu, que vão atender moradores de 30 cidades, segundo as estimativas iniciais. O corpo de docentes da instituição que participou da visita in loco às instalações das duas escolas modelos de Embu se surpreendeu com os espaços oferecidos para o início dos cursos, a facilidade de acesso, e a estrutura geral dos prédios.


“Será uma inovação. A Universidade Federal vai trabalhar com a prefeitura e a comunidade em conjunto. Nesse caso o verbo é conviver. Estou satisfeita, o espaço é grande, bem cuidado e suficiente para iniciar o trabalho”, afirmou a Pró-reitora.


Ela disse que para a instituição essa nova experiência vai ampliar as perspectivas e resumiu a nova situação assim: “eu digo que é um gol que estamos fazendo. Não há nada melhor do que fazer gol em época de Copa do Mundo”, brincou.

Na escola Paulo Freire a Pró-reitora e sua equipe conheceram outras duas salas que vão ser destinadas aos cursos de extensão. A novidade delas são as lousas digitais em modelo diferenciado, mais resistentes, maiores e com tecnologia de ponta, capazes de levar o aluno a conhecer o mundo sem sair da sala de aula. Os equipamentos já são utilizados nas turmas da Universidade Aberta, que funcionam no local.

A última etapa da visita dos docentes da Unifesp foi à área onde será instalado o Parque da Várzea do Embu-Mirim, que terá em sua estrutura, além do prédio da Universidade Federal, um amplo complexo esportivo, restaurante popular, centro cultural e áreas de lazer.

No local os representantes da Unifesp viram o tamanho da área e conheceram o local destinado a construção do prédio. A Pró-Reitora Extensão Eleonora Menicucci, falou que o campus da cidade inicialmente terá cursos da área de humanas e os relacionados com o Meio Ambiente, visando aproveitar a vocação natural da área. Ela declarou que inicialmente não serão incluídos cursos da área de saúde, em função do investimento nessas áreas ser elevado.
“Vamos iniciar com os cursos cujo o custo de implantação seja menor. Com o passar do tempo implantamos os demais”, observou a Pró-Reitora.
 

O prefeito Chico Brito e o secretário Geraldo Juncal explicaram os detalhes do projeto, falaram sobre os investimentos que a área vai receber e as perspectivas de desenvolvimento do local. “Faremos o prédio numa área de fácil acesso, respeitando as condições do Parque e o Meio Ambiente”, garantiu o prefeito.

A visita dos professores doutores da Unifesp foi acompanhada por uma comitiva formada pelo prefeito Chico Brito, o vice-prefeito Natinha, a chefe de gabinete e secretária interina de Comunicação, Cristina Santos, os secretários Geraldo Juncal, Pedro Pontual, Sandra Regina, Rosimary Mendes de Matos, Humberto Panzetti, Paulo Oliveira, o presidente da Aversud, Wagner Eckstein, vereador de Taboão da Serra e os vereadores de Embu Professor Silvino Bonfim, presidente da Câmara Municipal, a vereadora Maria Cleusa Gomes (Ná) e a doutora Bete.
 

“A partir de agora vamos formatar o projeto de implantação dos cursos de extensão. Nessa etapa era necessário que os representantes da Unifesp pudessem conhecer o espaço de que dispomos para poder definir os cursos e planejar a estrutura que será utilizada”, afirmou o prefeito Chico Brito, sem esconder o entusiasmo diante da avaliação positiva dos integrantes da Comitiva da Unifesp que estiveram na cidade durante a visita.
 

A vereadora Ná participou desde o início da mobilização para a instalação do campus da Unifesp na reunião. Ele fez questão de salientar a satisfação diante da avaliação positiva da Unifesp sobre as áreas onde serão implantados os cursos de extensão e a localidade do Campus, dentro do Parque da Várzea.
 

A escola municipal Paulo Freire foi a primeira escola modelo de Embu das Artes, construída no primeiro mandato do ex-prefeito Geraldo Cruz. Já o complexo Valdelice Aparecida foi iniciado por Geraldo Cruz e a obra foi concluída e entregue no primeiro mês de governo do prefeito Chico Brito.

21/08/2018

Governador Márcio França visita Taboão em campanha para reeleição

O governador de São Paulo e candidato a reeleição Márcio França (PSB) vem a Taboão da Serra...

21/08/2018

Homem é morto durante assalto após entregar a carteira e o celular em Cotia

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.