Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Comunidade Sto. Antônio de Embu recebe ajuda

Por | 10/01/2011

projeto

Karen SantiagoIntegrantes do projeto visitaram moradores e ouviram suas queixas

Visando encontrar soluções para os problemas de Moradia, Energia, Lazer e Água do bairro Santo Antônio em Embu das Artes, um grupo de cerca de 40 pessoas, estão reunidos desde a última quinta-feira, 6 de janeiro, até sábado dia 15, no município. O grupo formado por moradores, estudantes das universidades UFSCAR, USP e MIT dos EUA visita as residências, anota os problemas e discutem na sede da Ong Família Inês as possíveis soluções para aquele bairro.

Os problemas são levantados e discutidos em sub-grupos divididos em cada tema a ser solucionado em curto prazo. O trabalho é grande e várias ideias tomam conta do ambiente, que é repleto de dedicação e amor ao próximo.

“Os estudantes de engenharia da MIT realizam esse trabalho de parceria em diversos países, no período de um semestre. Logo no início do semestre eles estudam a cultura, linguagem e tecnologia do país a ser visitado. O objetivo é se colocar no lugar daquela família e achar solução. Os alunos estão encantados com a experiência e a oportunidade de conhecer novas culturas”, disse Karine Yuki da Universidade MIT.

Os problemas e soluções são específicos para cada bairro visitado, como o Zé Mineiro e Morumbi II. “A definição do problema é essencial para uma abordagem correta da solução, se não se identificar o problema correto a solução não servirá de nada”, explicou Miguel Chaves da Universidade de São Paulo (USP).

De acordo com Miguel, neste domingo, dia 9, quatro problemas foram diagnosticados para serem resolvidos nesta semana. “Água não potável para beber na comunidade Zé Mineiro, falta de melhoria do espaço comunitário campo de futebol, falta de espaço de lazer para crianças e falta de piso apropriado nas casas da comunidade Zé Mineiro”, aponta Miguel.

Os problemas foram divididos por grupos. “O grupo "água não potável para beber" já coletou água em diversos pontos da comunidade do Zé Mineiro, onde os problemas se mostram mais graves. A ideia é analisar a água nas diversas fases desde a nascente até a ingestão do morador a fim de entender os tipos de contaminação e pensar em formas de tratamento. Além disso, o grupo enxergou também um problema relacionado à população, que deve ser instruída para algumas práticas de proteção da água e das fontes”, disse Miguel.

Os outros grupos, cada um com problema irão tratar do “campo de futebol”, “espaço de lazer para as crianças”, dos pisos das casas da comunidade do Zé Mineiro. “A ideia é instruir a população em uma maneira de fazer uma espécie de mosaico com os azulejos encontrados na cooperativa da região (que eram jogados como entulho) para preencher o chão das casas, que atualmente são de terra batida”, finalizou.

Miguel Chaves frisou que desde esta segunda-feira, 10 de janeiro, os grupos trabalham em ideias mais concretas de solução. Além disso, buscam ideias que sobreponham os problemas de espaço e dinheiro por meio de técnicas de criatividade e inovação.

projeto_2

Grupos se reuniram para debater os problemas em cada bairro

projeto_1

Grupo unido pelo mesmo ideal, ajudar a solucionar problemas da comunidade

ONG Família Inês

Criada há sete anos a ONG Família Inês nasceu de um grupo de amigos que se reuniu com objetivo de amenizar os problemas das crianças do bairro Santo Antônio. “Observando as dificuldades realizamos festas de dia das crianças, entrega de ovos de páscoa, entre outros divertimentos para a criançada. O projeto supre a necessidade de lazer, ajudando no direcionamento das crianças”, comentou Fabiano integrante da ONG.

A ONG aderiu ao projeto Santo Antônio por meio de Mônica, que conheceu Miguel na igreja. “Quando o Miguel me explicou sobre o projeto, me interessei, porque o projeto é muito bom. Miguel veio a uma reunião da ONG e se apresentou aos integrantes do Projeto. Agora o projeto é desenvolvido na sede. Sinto que ajudei a comunidade, é muito bom ver o pessoal empenhado ”, finalizou Mônica.

22/06/2018

Familiares buscam por mulher que está desaparecida há 5 dias em Embu das Artes

Familiares de Pamela Mendonça de Oliveira 31, estão desesperados com o desaparecimento da mulher...

21/06/2018

Corpo aguarda identificação no IML para não ser sepultado como indigente

O corpo de um homem que foi assassinado na última sexta-feira (15) em Juquitiba está sem...

18/06/2018

Itapecerica é apontada como o 2º município mais violento do estado de São Paulo

A cidade de Itapecerica da Serra foi apontada como o segundo município mais violento do estado...

15/06/2018

Petrobras anuncia queda no preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) uma queda de 0,89% no preço da gasolina comercializada em suas...

15/06/2018

Etanol está quase mais caro, mesmo com produção maior

 

 

Alternativa mais barata à gasolina, o etanol também está pesando mais no bolso na hora de...

13/06/2018

Greve dos caminhoneiros custará R$ 15 bilhões para a economia

Os dez dias de greve dos caminhoneiros custarão R$ 15 bilhões para a economia, o equivalente a...

05/06/2018

Homicídios atingem 62,5 mil casos e têm maior nível em 10 anos no país

O índice de homicídios no Brasil em 2016 atingiu a marca de 30,3 para cada 100 mil habitantes,...

24/05/2018

Procon de Itapecerica multou posto acusado de vender combustíveis com preços abu

O Procon de Itapecerica da Serra multou o posto de gasolina que estava vendendo gasolina a R$...

22/06/2018

Mulher e segurança são baleados em assalto a carro forte em Itapececerica

Bandidos armados tentaram assaltar carro forte na tarde desta quinta-feira (21), em Itapecerica...

22/06/2018

Em visita ao Poupatempo, presidente do Fussesp comemora resultados

Nesta quarta-feira (20), a presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo,...

22/06/2018

Familiares buscam por mulher que está desaparecida há 5 dias em Embu das Artes

Familiares de Pamela Mendonça de Oliveira 31, estão desesperados com o desaparecimento da mulher...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.