Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Número de acidentes e mortes em rodovias federais cai em 2017

Por Outro autor | 20/01/2018

trna

Divulgação Os números de mortos e feridos são menores que os de 2016, quando 6.419 pessoas morreram e 87 mil ficaram feridas em 96.590 acidentes nas rodovias federais - uma redução de 7,5% no total de acidentes

A falta de atenção dos motoristas brasileiros foi a principal causa dos acidentes de trânsito ocorridos ao longo do ano passado, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Segundo balanço divulgado hoje (19) pelo orgão, só nas rodovias federais foram registrados 89.318 acidentes graves, resultando na morte de 6.244 pessoas e 83.978 feridos.

Os números de mortos e feridos são menores que os de 2016, quando 6.419 pessoas morreram e 87 mil ficaram feridas em 96.590 acidentes nas rodovias federais - uma redução de 7,5% no total de acidentes; de 2,7% no número de óbitos e de 3,5% na quantidade de feridos.

De acordo com a PRF, a “presumível” falta de atenção dos motoristas causou 34.406 acidentes que resultaram na morte de 1.844 pessoas. A condução em velocidade acima do permitido foi a causa de 10.420 acidentes que mataram 1.007 pessoas e deixaram 9.658 feridos. Em seguida está a ingestão de álcool antes de dirigir, constatada em 6.441 acidentes que resultaram em 455 mortos e 6.023 feridos.

O tipo de acidente mais frequente no ano passado foi a colisão traseira, responsável por 18% das ocorrências. Em seguida, está a saída de pista dos veículos (17,5%). Apesar disso, o tipo de acidente que mais resultou em mortes foi a colisão frontal, em que morreram 1.904 pessoas.

Com 12.702 acidentes, Minas Gerais lidera o ranking das unidades da federação com maior número de ocorrências. Em seguida, está o Paraná (10.645); Santa Catarina (10.643); Rio Grande do Sul (6.383) e Rio de Janeiro (5.945). Minas também encabeça a relação das unidades com mais mortes por acidentes de trânsito em rodovias federais, com 869 óbitos (35 a mais que em 2016). No Paraná houve 613 vítimas fatais. Na Bahia, 594; no Rio Grande do Sul, 391; em Santa Catarina, 380 e em Pernambuco, 343.

Autos de infração

Segundo a polícia rodoviária, a diminuição do número de acidentes, mortos e feridos em um ano em que a frota nacional aumentou em quase três milhões de veículos é resultado das campanhas de educação para tentar sensibilizar motoristas e passageiros quanto aos cuidados no trânsito e também do trabalho de fiscalização – intensificadas em feriados prolongados, períodos de férias e festas de final de ano.

Durante ações de fiscalização nas estradas federais foram emitidos 5.853.185 autos de infração, um número 4,8% superior ao de 2016. No total, foram fiscalizados 6.676.442 veículos e mais de sete milhões de pessoas.

A conduta que resultou no maior número de infrações nas rodovias federais foi o excesso de velocidade em até 20%, o que representa um total de 2.329.261 autos de infração. A PRF considera o resultado muito alto, mas destaca que ele representa uma redução de 12,5% em comparação aos atos de infração emitidos pela mesma causa durante o ano de 2016.

Na sequência de infrações mais comuns vem trafegar com o farol baixo desligado durante o dia (905.620 infrações); dirigir em velocidade de 20% à 50% acima do permitido (499.562); fazer ultrapassagens em locais com linha contínua (224.479) e motorista flagrado dirigindo sem o cinto de segurança (143.913).

As ações de fiscalização da PRF nas rodovias federais também resultaram na apreensão de quase 400 toneladas de maconha; 1,5 toneladas de crack e 10 toneladas de cocaína, além de 9,5 milhões de pacotes de cigarros contrabandeados; 2.089 armas de fogo; 189.632 munições e 50.953 metros cúbicos de madeira irregular.

26/05/2018

Caminhoneiros mantém bloqueio na BR e recebem apoio de moradores de Embu

A greve dos caminhoneiros, que teve início na segunda-feira (21), continua na rodovia Régis...

26/05/2018

Caminhoneiros liberaram pistas da Régis, mas permanecem no acostamento

Após seis dias de bloqueio os caminhoneiros que protestam contra o aumento diesel liberaram...

25/05/2018

Caminhoneiros mantém bloqueio na BR; parte dos ônibus deixam de circular

A rodovia Régis Bittencourt segue com bloqueio de caminhoneiros em Embu das Artes. Os...

25/05/2018

Condutores escolares de Taboão da Serra fazem ato em apoio aos caminhoneiros

Os condutores de vans escolares começaram a manhã desta sexta-feira (25) com protestos em Taboão...

25/05/2018

População de Embu,Itapecerica e Taboão já sentem impacto da falta de combustível

A população de Embu, Itapecerica e Taboão já sentem o impacto causado pela paralisação dos...

25/05/2018

Motoristas do Uber fazem manifestação em apoio aos caminhoneiros na Régis

Depois dos motociclistas e condutores escolares, os motoristas do Uber também manifestaram apoio...

25/05/2018

Miracatiba planeja suspender linhas em Itapecerica, Taboão, Embu e região

Por causa da paralisação nacional dos caminhoneiros contra a alta do preço do diesel a viação...

25/05/2018

Manifestantes fecham às duas pistas da BR na altura do Jardim Yolanda em Taboão

A rodovia Régis Bittencourt acaba de ser fechada nos dois sentidos na altura do jardim Iolanda,...

24/05/2018

Caminhoneiros mantém bloqueio na BR e trânsito fica caótico em toda a região

Trânsito caótico e bloqueio total das duas pistas da rodovia Régis Bittencourt marcaram as...

24/05/2018

Combustível começa faltar em postos da região; alguns aumentam preços

No quarto dia da paralisação nacional dos caminhoneiros contra o preço do diesel, os postos de...

26/05/2018

Caminhoneiros mantém bloqueio na BR e recebem apoio de moradores de Embu

A greve dos caminhoneiros, que teve início na segunda-feira (21), continua na rodovia Régis...

26/05/2018

Audiência Pública irá avaliar prestação de contas da saúde pública em Taboão

A Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal de Taboão da Serra realiza na próxima...

26/05/2018

Comissão de Direitos Humanos debate Empoderamento Feminino em Taboão

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Taboão da Serra debateu o Empoderamento...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.